VELOZES E FURIOSO 5: OPERAÇÃO RIO


Velozes e Furiosos é aquela franquia de ação que não importa o tempo que passe, ou quantos filmes sejam feitos, pois sempre terão um público fiel. Já falamos até o momento aqui no blog sobre quatro dos oito filmes que existem até agora, e hoje é a vez do quinto capítulo da franquia, Fast Five, em português Velozes e Furiosos 5: Operação Rio. Dirigido por Justin Lin, o filme foi lançado em 2011.

No elenco, temos a presença deles, os principais personagens da franquia, interpretado por Vin Diesel, Paul Walker e Jordana Brewster. Temos a inclusão de alguns personagens de +Velozes +Furiosos e Velozes e Furiosos 4 que a partir daqui se juntam ao elenco principal. E também temos um novo personagem que se tornaria rapidamente um dos protagonistas, esse personagem é interpretado por Dwayne Johnson, o The Rock.


A maior fama de Fast Five é que ele seria ambientado no Rio de Janeiro, mas na verdade são apenas algumas cenas filmadas dentro da capital carioca, pois a maior parte do filme foi filmada em Porto Rico. E falando nisso, há alguns furos cometidos pela produção em relação ao local do filme, como por exemplo, o trem no deserto. Quem conhece o Rio de Janeiro, sabe que não existe tal lugar, mas enfim, isso não compromete em absolutamente nada o conteúdo do longa. Apesar de ter lido algumas críticas negativas a respeito, eu particularmente achei um dos melhores filmes da franquia.

Velozes e Furioso 5 começa de onde parou o quarto filme, Mia e Brian (agora ex-policial) resgatam Toretto da prisão e fogem para o Brasil em busca de um amigo de infância de Toretto que os ajudaria. Mas, eles acabam sendo acusados de matarem agentes americanos, e que isso havia começado após tentarem roubar três carros esportivos de um trem. E para piorar a situação, o oficial Luke Hobbs (The Rock) está em missão para capturar Dominic Toretto e seu bando para leva-lo de volta para a prisão.


Tirando o termo “velozes”, a partir daqui a franquia passa a ficar mais “furiosa”, as corridas que até então eram a principal atração da série vai perdendo espaço. Agora, a turma de Toretto está finalmente reunida, todos eles participaram em alguma coisa na franquia e todos eles são loucos por carros. Tiroteios, pancadaria e muita, mas muita adrenalina é o principal conteúdo de Fast Five, e mesmo com cenas um tanto exageradas e falta de diálogos, o filme agrada bastante durante todo o seu desenrolar. O que mais me agradou em especial foi poder ver Vin Diesel e The Rock juntos. Duas montanhas que não se pode derrubar facilmente se chocam uma com a outra, fazendo com que a história ganhasse outro tipo de rivalidade, e dessa vez é briga de cachorro grande.

Velozes e Furiosos 5 é na minha opinião o segundo melhor filme da franquia, muito bem feita e não se esforça muito para agradar os fãs, que muitos deles ainda o consideram o melhor filme da saga. A direção de Justin Lin é boa e consegue juntar determinadas pontas que foram deixadas em produções anteriores, fazendo com que o roteiro e a história da franquia em geral ficassem mais completos, os dois filmes que sucedem a este complementam ainda mais, interligando os eventos ocorridos no terceiro filme, que muitos achavam que era um caso isolado. 

NOTA: 7,7/10

Veja o trailer no vídeo abaixo:

Comentários