terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

O PERIGO VEM DO LAGO


O Perigo Vem do Lago título original Beneath é um filme de terror trash lançado em 2013. Dirigido por Larry Fessenden e estrelado por Daniel Zovatto, Bonnie Dennison, Chris Conroy, Griffin Newman e Jonny Orsini. Essa é mais uma daquelas produções que são detonadas pela crítica e pela maioria do público, e não posso deixar de concordar em diversos aspectos com a crítica. De fato, o filme tinha uma boa premissa, mas peca muito do desenrolar da história além de atuações muito fracas. Mas, devo dizer também que mesmo com todos os defeitos, esse filme prendeu a minha atenção e tenho certeza que aconteceu com muitos também.


A história é bem simples, um grupo de jovens recém-formados decide fazer um acampamento para comemorar o fim e o começo de uma nova etapa na vida deles. Quando atravessam um lago, eles decidem parar para tomar banho, o que eles não esperavam é que dentro da água, havia um peixe gigante carnívoro que passa a atacar o grupo, encurralando-os dentro do barco sem chance de escapar. Então, o que era uma simples diversão se torna agora uma luta para sobreviver, os jovens passam a enfrentar provas de amizade entre eles.

Vamos falar primeiro dos defeitos do filme, começando pelas atuações. Nenhum dos personagens tem carisma e forçam muito na interpretação que qualquer cinéfilo pode facilmente detectar, além de que a personalidade de cada um é podre e irritante, mas isso não é necessariamente um defeito, mas sim algo explícito pelo roteiro. Mas que de alguma forma bastante eficiente nos faz sentir ódio de cada personagem a cada minuto que passa.


Um deles sabia da existência do peixe carnívoro naquele lago, mas em nenhum momento ele avisa aos seus amigos esse fato... Só podia dar merda! Veja só: um grupo de jovens vão atravessar o lago e antes disso o cara não fala nada sobre o que vive naquelas águas? É muita burrice! Aliás, isso é bem comum nesses filmes de terror dessa década. O grau de burrice é tão grande que mesmo após serem atacados pelo peixe, a única alternativa que tinham era remar até a margem para salvar suas vidas. Mas o que esses personagens burros fazem? Eles atacam o peixe com o remo. Isso mesmo, ele quebram o remo atacando o animal, e agora? Como eles irão fazer para sair dali?

A ideia de um dos personagens era ganhar tempo para poderem remar todos juntos com a mão, enquanto o peixe estaria ocupado. E para isso eles jogam uma das amigas que foi a primeira a ser morta dentro da água para que o animal a devore. Mas quando o plano não dar muito certo, eles passam a olhar uns aos outros para ver quem seria o próximo voluntário. E é aí que vejo uma força na narrativa que o filme propõe que irei falar mais adiante.


Falando do peixão do filme. É semelhante a uma piranha, só que muito mal feito, parece mais àqueles feitos de borracha. Entendo que o filme é de baixo orçamento, mas ainda assim ver aquele bicho dentro da água tocando o terror na vida dos jovens é algo meio surreal e difícil de engolir, porém, a criatura é mecânica e isso foi uma boa alternativa a se escolher do que ser feito a partir de efeitos especiais, que talvez fosse deixar mais tosco ainda. No entanto, eu não estou dizendo que o filme é 100% ruim, não é isso. Eu até que gostei do filme, mesmo que em termos técnicos ele merece ser detonado, mas em contrapartida, ele é mil vezes melhor do que aquelas produções horríveis de tubarões do Syfy, como Sharknado e Tubarão de 3 cabeças, 5 cabeças ou seja lá quantas cabeças o povo querem inventar. O Perigo Vem do Lago em comparação com estas produções é muito, mas muito melhor. Pelo menos contém uma história legal para passar o tempo.

Vamos falar do lado bom do filme, como dito no parágrafo anterior, ele contém uma história legal, mas o que mais gostei foi o modo como o diretor aborda o psicológico dos personagens, que em meio ao desespero de uma morte iminente fazem de tudo para sobreviver, até mesmo a ponto de matar seus amigos. Essa foi uma abordagem bacana e que me fez dar mais crédito ao filme, pois deu uma força maior na narrativa, que nos induz a assistir até o fim para ver como tudo aquilo irá acabar. Inclusive, há muitas pessoas que gostaram desse aspecto o que para eles o filme não se torna tão ruim assim.


Outra coisa interessante é a maneira como o filme termina. Pra ser sincero, o final de O Perigo Vem do Lago é digno de aplaudir, sério gente, não estou brincando. O que acontece no decorrer do filme nos causa um imenso sentimento de revolta contra os personagens que chega a ser impossível criar empatia por eles. Além de serem irritantes, são os típicos “amigos-da-onça”. Por isso, o final salva toda a projeção, e por isso eu não o considero uma produção do mesmo patamar dos lixos produzidos pelo Syfy. É um filme trash (por causa do baixo orçamento), mas não é um terror daqueles de causar medo, e sim é mais para o lado psicológico.

É bom assistir esse filme por que ele vai explorar o lado humano, onde tudo começa na amizade, todo mundo se dando bem um com o outro, e quando o clima fica tenso onde a vida está em jogo, pode esquecer que existe amizade. Assim sabemos quem são os amigos verdadeiros e os falsos. 

NOTA: 6/10

Veja o trailer no vídeo abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fiquem à vontade para comentar, mas por favor, nada de palavrões, insultos ou qualquer outra coisa que possa ofender o autor do blog e a terceiros. Seria interessante, porém, não obrigatório, que usuários anônimos se identificassem. Bons comentários!