PREDADORES


Gosto muito da saga O Predador, e na maneira como essa franquia conseguiu misturar elementos de ficção com ação e terror ao mesmo tempo. Depois de dois filmes com o personagem (ignorando Alien Vs Predador), a FOX lançou em 2010 o terceiro filme com o título Predadores. Dirigido por Nimród Antal, o filme é estrelado por Adrien Brody, Alice Braga, Topher Grace, Laurence Fishburne e Danny Trejo.

O filme é uma continuação da saga, mas com um diferencial interessante, os personagens são abduzidos e jogados em um planeta de caça utilizado pelos predadores. O longa não explica com todos os detalhes como isso acontece, só sabemos disso através das conversas que os personagens tem entre si, pois de modo sensato, eles indagam por que foram parar naquele lugar.


Explorando um pouco dos personagens, Adrien Brody interpreta Royce, que é visto pela personagem de Alice Braga como um ex-soldado que tinha se tornado um mercenário. Claramente notamos que Royce é o mais esperto do grupo e se da conta de que há alguma coisa errada naquela floresta desconhecida. A brasileira Alice Braga faz um papel de destaque como Isabelle, uma atiradora das forças armadas de Israel. Ela e Royce são os protagonistas do filme que dividem a tela igualmente, e que mesmo diante de uma provável rivalidade por motivos éticos, os dois possuem uma ótima química que colabora para um clima melhor no filme todo.

Os demais personagens não são tão desenvolvidos, e servem apenas como banquete, digamos assim, para o jogo de caça dos predadores. Danny Trejo interpreta um assassino do Cartel de drogas mexicano, Topher Grace é o médico Edwin que é inclusive o único personagem diferente dos demais, que era pessoas perigosas e assassinas.


De alguma forma, Predadores tenta resgatar o estilo de filme visto no longa original, mas sem copiar demais. Temos aqui elementos como a caça na floresta, pessoas sendo mortas uma a uma e a tática de lutar contra o predador utilizando lama no corpo. Os elementos novidade neste terceiro filme são: três predadores caçando, os animais que são uma espécie de cachorro para os alienígenas, rivalidade entre predadores grandes e pequenos, o planeta diferente e o clichê com personagens traíras.

De modo geral, Predadores não foi um filme decepcionante. Ele conseguiu fazer com que o clima de ação ficasse bem equilibrado e seus personagens conseguem obter um bom desempenho, principalmente os dois principais. Claro que se torna inferior ao primeiro filme de 1987 e também é inferior ao Predador 2, mas isso não quer dizer que seja um filme ruim e descartável.


Mas apesar disso tudo, o filme não escapa de inúmeros defeitos. Pra começar a cita-los, primeiro é a falta de explicação sobre o planeta desconhecido e como os personagens vão parar lá. Segundo, é a reviravolta muito tosca sobre o médico Edwin, que do nada mostra a verdadeira face justamente na hora em que tudo parecia perdido. Terceiro, o modo como termina o filme, muito vago sem maiores explicações, deixando muito a desejar. 

Como já dito, Predadores não é ruim, mas em comparação com os dois filmes anteriores, ele é sem dúvida o mais fraco. A premissa inicial foi bem bacana e podia ser bem melhor se não fossem os erros grotescos no roteiro. Mas, de modo bem mais direto e simplista, vale a pena dar uma conferida, principalmente os fãs da saga, pois para mim valeu muito a nostalgia por conta dos elementos vistos no filme original. 

NOTA: 7/10

Assista ao trailer no vídeo abaixo:

Comentários

  1. É um filme de ficção divertido e genérico.

    Não apresenta nada de novo, mas prende a atenção.

    Abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário