VIDA DE CACHORRO (1918)


Charles Chaplin (1889-1977) é sem dúvida um dos maiores cineastas da história do cinema, seu personagem mais famoso Carlitos tem deixado o seu marco durante muitas gerações. Mas, antes da década de 20, os filmes de Chaplin não são muito aclamados e nem mesmo conhecidos.

Na opinião de alguns críticos, o filme que fez com que o trabalho dele se tornasse famoso pelo mundo foi o curta-metragem Vida de Cachorro, título original A Dog’s Life lançado no ano de 1918. Esse pequeno filme trouxe uma espécie de inovação para a carreira do cineasta, tanto pelo brilhante trabalho feito como pela trilha sonora.


Vida de Cachorro é um filme com menos de 40 minutos de duração, mas com um tema que poderia ser bem mais extenso. O interessante nesse curta é que ele trás como protagonista um cachorro de verdade, companheiro das aventuras do personagem Carlitos. Algo inovador demais para a época.

Um vagabundo (Chaplin) salva a vida de um cachorro na rua quando este é atacado por outros cães. Com o pobre cão escondido nas calças, ele entra num salão de baile, onde uma cantora desafinada é explorada pelo dono do estabelecimento. É então que dois ladrões roubam a carteira de um milionário bêbado e escondem justamente no local onde dorme o vagabundo, que encontraria ali a chance de mudar definitivamente de vida.

Não é nem de se surpreender, se eu falar que me diverti bastante com esse filme. Claro né, a genialidade de Charles Chaplin e uma produção bacana que conta com uma história promissora e engraçada, sem falar na presença do cachorrinho que sem dúvida alguma, rouba a cena a todo o momento. Há inclusive cenas tão hilárias, como quando Carlitos guarda o cachorro dentro das calças, também aquela em que ele foge de dois policiais, e também quando ele rouba comida sem que o dono perceba. É praticamente impossível ficar sem um sorriso no rosto!


A comédia é autêntica! E as situações retratadas vão ganhando um maior espaço dramático. Vale destacar a presença da atriz Edna Purviance (1895-1958), que é uma cantora desafinada que se junta a dupla principal, principalmente quando estes encontram uma carteira que havia sido roubada de um homem rico.

O que eu particularmente acho fascinante nos filmes de Chaplin, principalmente os com o personagem Carlitos, é que eles abordam a pobreza e a opressão social. Não é atoa que nos deparamos com personagens fazendo coisas erradas, sendo motivados pela fome ou falta de dinheiro, e é incrível como tudo isso é mesclado com situações engraçadas. O trabalho de Charles Chaplin merece ser reconhecido e admirado! 

NOTA: 10/10

Leia também:

Assista ao filme Vida de Cachorro completo no vídeo abaixo:

Comentários

Postar um comentário