UM HOMEM DE SORTE (2012)


Para fechar o ano de 2019, vamos falar do drama romântico The Lucky One, em português conhecido como Um Homem de Sorte. Filme lançado em 2012, dirigido por Scott Hicks. Foi baseado na obra homônima de Nicholas Sparks. O filme é estrelado por Zac Efron e Taylor Schilling. 

Como aprecio fortemente dramas românticos, esse é mais um exemplar com uma premissa interessante e cheia de potencial, que apesar dos clichês do gênero, o filme é bem conduzido, nos mergulha na trama e nos repassa as sensações dos personagens de maneira leve e descontraída. Os personagens possuem carisma e não deixam o filme entrar na mesmice irritante de personagens apaixonados de maneira forçada e boba. Isso sim valeu muito a pena!


O filme relata sobre o sargento Logan Thibault, que durante uma de suas missões no Iraque, encontra no deserto uma fotografia de uma bela mulher desconhecida e guarda-a consigo. A partir de então, ele começa a ganhar os jogos de pôquer e sobrevive a uma bomba que vitimou dois dos seus companheiros, o que o leva a crer que a fotografia é o seu “amuleto da sorte”.

Ao regressar aos Estados Unidos, ele começa a procurar pela mulher da fotografia e descobre que ela se chama Beth e vive numa pequena localidade no estado da Carolina do Norte. Logan acaba por ficar a trabalhar com a família dela no canil local e, aos poucos, começa a surgir um romance entre ambos.

Sendo então um romance convencional, não há do que exigir demais da película, apesar de que em alguns momentos, o filme não deixa claro quanto ao que impede Logan de contar a verdade sobre a fotografia na maior parte da projeção, o que acontece apenas no final e de uma forma, que a meu ver, só serviu para dar um ar de dificuldade no romance já instalado entre ele e Beth. Contudo, foi uma das coisas que não me convenceu. Por outro lado, a sintonia entre eles é boa e funciona perfeitamente! Beth foi relutante quanto a aceitar um desconhecido trabalhando por perto, mas a convivência entre ela e Logan, juntamente com a família vai gerando a sensação de confiança com o passar do tempo.


Outra coisa legal foi ver que Logan ao regressar, estava profundamente traumatizado com os horrores da guerra, não podia sequer ouvir um barulho que já ficava alerta. Também a respeito da fotografia de Beth, o filme explorou sentimentos de culpa e ao mesmo tempo, justifica ações honrosas em prol de um bem maior. Mesmo que isso nada tem a ver com o romance em si, esse aspecto ajudou muito no arco dramático da história, que perdurou durante os 100 minutos de duração.

Um Homem de Sorte é um filme sem muitas complicações, seu enredo é simples e bem conduzido. Acredito que vocês irão gostar bastante, em especial se você curte dramas românticos desse tipo. 

NOTA: 7/10

O filme está disponível na Netflix.

Veja o trailer no vídeo abaixo:  

Comentários