sexta-feira, 12 de outubro de 2018

VELOZES E FURIOSOS 6


Não sei se estou certo quanto a isso, mas acho que foi a partir do quarto filme que a franquia Velozes e Furiosos se tornou um grande blockbuster gigante que sempre atrai legiões de fãs no mundo todo. Falando agora no sexto filme da franquia lançado em 2013, novamente dirigido por Justin Lin e com o mesmo elenco do anterior, salvo algumas inclusões e o retorno de Michelle Rodriguez, que todos pensavam estar morta.


Velozes e Furiosos 6 traz um pouco mais de drama na franquia, pois agora nasceu o filho de O'Conner e Mia Toretto, e assim aumentando a família de Dominic. Entretanto, o agente Luke Hobbs (Dwayne Johnson) do DSS (Serviço de Segurança Diplomática), que tentou capturar Dominic no filme anterior, vai ao encontro dele, dizendo que precisa de ajuda, que precisa da sua equipe para ajudar o DSS a derrubar uma organização criminosa habilidosa e mercenária, liderada por Owen Shaw (Luke Evans). Dominic recusa, porém, Hobbs oferece a toda equipe um negócio: O DSS vai limpar a ficha criminal de todos da equipe, se a equipe ajudar o DSS.


Desde o assalto no Rio de Dom e Brian, que dizimou o império de um chefão e deixou o grupo com US$ 100 milhões, nossos heróis se espalharam pelo mundo. Estar sempre em fuga e não poder voltar para casa, porém, deixa suas vidas incompletas. Enquanto isso, o agente Hobbs tem perseguido por 12 países uma organização de pilotos mercenários habilidosos, cujo chefe é ajudado por uma impiedosa aliada, Letty (Michelle Rodriguez), a ex-namorada de Dom que todos achavam que estava morta.

A única maneira de impedi-los é vencer esse bando nas ruas, então Hobbs pede que Dom leve sua equipe para Londres. Em troca, promete o perdão que permitiria que todos retornassem para casa. Era uma proposta irrecusável por dois fatores, o primeiro é poder viver livre sem preocupações, e o segundo é trazer mais um membro da família de volta, principalmente quando se tratava do amor da vida de Toretto.


Apesar de Velozes e Furiosos 6 exagerar na dose, inclusive é nesse filme que tem aquela cena “heroíca” envolvendo Dominic Toretto que sinceramente é difícil de engolir, mas ainda assim é um dos melhores da franquia. O que mais me chama atenção é a ligação que é feita com o filme de Tóquio e também por inúmeras referências ao primeiro filme. Luke Evans interpreta um vilão esperto, e Gina Carano uma infiltrada na equipe de Hobbs. Como visto nos filmes anteriores, muita ação é o principal ingrediente do filme, mas sua história e a forma como ela se desenvolve é também mais um ponto na avaliação.

No geral, vale conferir o filme para ter um maior complemento da história e também por preferência ao gênero. Como dito no inicio, Velozes e Furiosos é um grande blockbuster que rende bastante nas bilheterias de cinema. Com isso em mente, podem fazer quantos filmes for necessário, pois sempre terá o seu público fiel. 

NOTA: 7,8/10

Veja o trailer no vídeo abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fiquem à vontade para comentar, mas por favor, nada de palavrões, insultos ou qualquer outra coisa que possa ofender o autor do blog e a terceiros. Seria interessante, porém, não obrigatório, que usuários anônimos se identificassem. Bons comentários!