TEMPOS MODERNOS



Todo mundo já ouviu falar em Charles Chaplin, o gênio do humor! Muitas de suas obras cinematográficas são amplamente reverenciadas mesmo hoje, na era da tecnologia e dos efeitos especiais. Ele foi o maior explorador do cinema mudo, onde não se ouvia as falas dos personagens, apenas as suas ações resumidas em legenda acompanhada de uma trilha sonora. Os filmes de Chaplin embora sejam bem antigos, são muito famosos no nosso século, acredito que nada irá apagar os feitos que esse cineasta nos trouxe através do cinema.

Um de seus filmes mais famosos, lançado em 1936, mesmo quando já havia o cinema falado, Chaplin nos trouxe novamente o que seria o seu último filme mudo, Tempos Modernos, esse filme é muito conhecido pelas pessoas. A primeira vez que o vi foi quando eu estava no 8° ano do ensino fundamental, onde o conteúdo do filme serviria para um trabalho de história. E muitas pessoas assistiram a esse filme também através da escola. E como é divertido! Ele consegue sem muito esforço nos causar muitas gargalhadas e que apesar de tudo isso, o filme em sua essência faz uma crítica a Revolução Industrial e como os trabalhadores eram explorados ao limite, também critica o capitalismo, imperialismo, nazifacismo entre outros.

Com uma duração de 86 minutos, Tempos Modernos traz como protagonista O Vagabundo, conhecido também como Carlitos interpretado pelo próprio Charles Chaplin, esse personagem, por sua vez, já havia aparecido em vários filmes de Chaplin que tem uma coleção de filmes com o personagem Carlitos, atrapalhado e de um jeito cômico, O Vagabundo está sempre metido em confusão, arrumando empregos, sendo preso, enfim. Em Tempos Modernos, Carlitos trabalha em uma fábrica onde existem várias máquinas de alimentação, algo inovador para a época (embora durante a produção do filme, ainda não existiam máquinas daquele tipo). Os trabalhadores eram forçados a seguir o ritmo das máquinas, em uma sequência de exploração que vai além da capacidade que cada um tem. 

Paralelamente, o filme mostra um drama vivido por um grupo de crianças que perdem o pai e acabam ficando órfãs. A mais velha Ellen (Paullete Goddard) realizava furtos, para dar comida aos seus irmãos, mas quando o governo decide que as crianças ficariam a mercê deles, Ellen foge e passa a viver sozinha, até que ela cruza com Carlitos a quem passa a ser seu companheiro. Vivendo na miséria e sonhando com uma vida satisfatória, e que apesar das dificuldades, eles se mantêm unidos para vencer todo e qualquer obstáculo.

Conforme todos nós sabemos, Tempos Modernos é mais do que uma obra-prima, é acima de tudo um dos maiores clássicos do cinema que além de divertir bastante aqueles que assistem, ele nos trás uma história dramática que expõe corajosamente uma revolução que iria mudar drasticamente a vida das pessoas, em especial daqueles que precisam trabalhar para ganhar seu pão de cada dia. Charles Chaplin explora de uma forma genial as grandes dificuldades da época, e não foi apenas nesse filme, em outras de suas obras ele usa seu talento para mostrar a realidade no mundo de uma forma crítica e ao mesmo tempo divertida. 

Tempos Modernos contém cenas inesquecíveis, dentre algumas delas, o personagem Carlitos sendo arrastado pelas engrenagens da máquina, e fazendo isso com um sorriso no rosto. Também tem a cena onde o protagonista fala pela primeira vez em seus filmes, onde ouvimos sua voz cantando a música Smile, e ao mesmo tempo onde ele dança e abre risadas das pessoas que estão ali, como também de quem assiste ao filme. Literalmente não há palavras para descrever o quão maravilhoso é assistir as obras desse gênio do cinema! 


NOTA: 10/10

Assista o filme completo no vídeo abaixo:


Comentários