ARRASTA-ME PARA O INFERNO


Pra quem acha que o diretor Sam Raimi, mundialmente conhecido por dirigir a trilogia do Homem-Aranha, só obteve mérito pela trilogia milionária de super-heróis se engana. A marca registrada de Raimi é o terror, mas especificamente o terror trash. Clássicos como Uma Noite Alucinante: A Morte do Demônio (1981) é tido como um dos seus maiores trabalhos no cinema. 

Obviamente após o Homem-Aranha é de se esperar grandes exigências da parte do diretor, o que por sua vez, já que tinha mais dinheiro, poderia caprichar no gênero terror com todo o entusiasmo e talento que ele possui. O longa de 2009 Arrasta-me Para o Inferno foi um desses projetos após a trilogia do cabeça de teia. No entanto, o filme é tão trash quanto o clássico dos anos 80. Todavia, isso não significa de maneira alguma que Sam Raimi não se saiu bem com o projeto, por que na verdade saiu sim e muito bem!


Embora Arrasta-me Para o Inferno não seja um grande filme do gênero, ele mescla de forma apropriada o humor negro diante de cenas e situações assustadoras e algumas bastante nojentas! Pra quem nota que Sam Raimi desperdiça talento em cenas surreais e cômicas num nível completamente fora do comum para este século, em especial quando sabemos que dinheiro não faltava para a produção do filme.

Em um primeiro momento, eu me senti frustrado com a qualidade do filme dentro de um roteiro sensacional. Contudo, eu entendi posteriormente que é esse o estilo do diretor, é nesse trash e humor negro que ele se sai bem, algo que para outro diretor talvez poderia ser impossível. O elenco do filme é ótimo e a estrutura narrativa é bastante eficiente.


Resumindo a história do filme: Christine Brown (Alison Lohman) trabalha como analista de crédito e vive com seu namorado, o professor Clay Dalton (Justin Long), em Los Angeles. Um dia, para impressionar seu chefe, ela recusa o pedido de uma senhora chamada Sylvia Ganush (Lorna Raver) para conseguir um acréscimo em seu empréstimo, de forma que possa pagar sua casa. Como vingança, a anciã joga uma maldição sobrenatural na vida de Christine, convocando um demônio à sua busca em três dias para levar sua alma para as profundezas do inferno.

Com muitas cenas nojentas e bastante humor negro, o filme cumpre seu papel no quesito terror trash. E vale mencionar as sequências que são de fato, bastante assustadoras como aparições sombrias e o demônio convocado pela velha. Mas, a melhor cena é a luta entre Christine e Ganush dentro de um carro. Além de cômica, a cena provoca muito incômodo com a nojeira e momentos surreais, porém, engraçados. Arrasta-me Para o Inferno deve ser conferido por uma ótica bem aberta aos trabalhos anteriores de Sam Raimi, sempre levando em conta de que o estilo trash é o seu talento indiscutível. 

NOTA: 7/10

O filme está disponível na Globoplay.

Veja o trailer no vídeo abaixo: 

Comentários