terça-feira, 27 de abril de 2021

MEU PAI


Meu Pai título original The Father é um filme dramático britânico lançado em 2021, com a direção de Florian Zeller e estrelado por Anthony Hopkins e Olivia Colman. O filme recebeu 2 estatuetas do Oscar em 2021: Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Ator para Hopkins. 

O filme retrata sobre um homem idoso que recusa toda a ajuda de sua filha à medida que envelhece. Ela está tentando se mudar para Paris e precisa garantir que alguém cuide dele. Ao tentar entender suas mudanças, o idoso passa a duvidar de seus entes queridos. 

Esse é em minha opinião, um dos melhores do ano e dentre todos os que competiam no Oscar, esse foi o que mais gostei. A direção, a montagem e principalmente as atuações, é tudo feito com perfeição e nos conquista com uma facilidade extrema. O filme nos faz mergulhar na mente do protagonista, e nos vemos confusos assim como ele fica, por não lembrar mais das coisas, inclusive o rosto de sua filha. 

Nunca vi um filme falar de Alzheimer de uma forma tão delicada como é retratado aqui. Olivia Colman está excelente em seu papel, mas é Anthony Hopkins quem rouba a cena e nos cativa cada vez que aparece. Me atrevo a dizer que essa é a melhor atuação dele em sua brilhante carreira, supera até mesmo Hannibal Lecter em O Silêncio dos Inocentes (1991)

Com relação ao Oscar de Melhor Ator, eu desde que vi o filme (já vi 3x) pela primeira vez, já apostava o Oscar para ele. Mas, muitas pessoas consideravam que o vencedor seria Chadwick Boseman, que infelizmente nos deixou no ano passado, e como foi de costume em outras cerimônias do Oscar, haveria a entrega do prêmio e a homenagem. 

Contudo, creio que o Oscar deve ser entregue por mérito, é pra isso que existe essa categoria. Tanto é que não me surpreendi quando o nome de Hopkins foi dito como o vencedor do prêmio, por que realmente tinha que ser dele, não tinha lógica nenhuma ser outro, além de que seria uma grande injustiça. Meu Pai é um filme que ficará marcado na história, uma performance espetacular apresentada em um filme de 97 minutos de duração. 

NOTA: 10/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fiquem à vontade para comentar, mas por favor, nada de palavrões, insultos ou qualquer outra coisa que possa ofender o autor do blog e a terceiros. Seria interessante, porém, não obrigatório, que usuários anônimos se identificassem. Bons comentários!