INFILTRADO NA KLAN


Infiltrado na Klan, título original BlacKkKlansman é um filme lançado em 2018, dirigido e co-escrito por Spike Lee, baseado no livro autobiográfico Black Klansman, de Ron Stallworth. O filme é estrelado por John David Washington, Adam Driver, Laura Harrier e Topher Grace. Infiltrado na Klan se baseia nos anos 70, quando um detetive afro-americano se infiltra e expõe a organização racista Ku Klux Klan. O filme recebeu seis indicações ao Oscar, onde venceu na categoria de Melhor Roteiro Adaptado. 

Sinopse: Em 1978, Ron Stallworth (John David Washington), um policial negro do Colorado, conseguiu se infiltrar na Ku Klux Klan local. Ele se comunicava com os outros membros do grupo através de telefonemas e cartas, quando precisava estar fisicamente presente enviava outro policial branco no seu lugar. Depois de meses de investigação, Ron se tornou o líder da seita, sendo responsável por sabotar uma série de linchamentos e outros crimes de ódio orquestrados pelos racistas.


Infiltrado na Klan é um filme forte, bem dirigido, bem montado, bem atuado e, sobretudo bastante atual. Ainda que o filme exponha de maneira absurda a questão racista, a direção inclui doses de humor negro que dá uma força maior na mensagem delicada que pretende repassar, e esse sarcasmo não compromete o longa em absolutamente nada. Como é baseado em fatos reais, a trama fica ainda mais forte em sua essência. Não obstante, a forma como é desenvolvida cada situação mostrada, é digna de ser admirada.

O elenco é primoroso! Tanto do lado dos policiais quanto os membros da Klan, há pessoas com características particulares, mesmo sendo um dos vilões, há aqueles que são mais pacientes e compreensíveis do que outros. No outro grupo de negros, o filme mostra a falta de confiança nas pessoas, quando um quer ajudar o outro não quer entender, e isso revela a grande divisão entre pessoas que lutam pela mesma causa, dificultando cada vez mais em alcançar seus objetivos.


A cada cena de tensão, Spike Lee se preocupou em não deixar a coisa exagerada demais, ao invés disso, ele faz questão de mostrar a resposta sem que o filme precise explicar. Por exemplo, quando o personagem de Adam Driver é bombardeado com discriminação contra negros e judeus, ele reage a tais insultos apenas com sua expressão facial, mesmo que isso seja momentaneamente, mostrando o seu incômodo e nojo daquelas pessoas racistas. Com o personagem de John David acontece a mesma coisa quando ele está ao telefone conversando com os membros da Klan. Esses dois atores deram um show de atuação, isso é indiscutível!

Particularmente, eu fico muito feliz em poder ver um projeto dessa grandeza, e em especial, por ter sido feita pelas pessoas certas. Pois não mergulha no ridículo e tampouco se torna forçado. Em poucas palavras, Infiltrado na Klan é um filmaço! 

NOTA: 10/10

Veja o trailer no vídeo abaixo: 

Comentários