PERSEGUIÇÃO - A ESTRADA DA MORTE


Imagine que você faz uma brincadeira com alguém que você não conhece, e essa brincadeira acaba tomando um rumo da qual você não imaginava, fazendo com que sua própria vida esteja em perigo. Pois bem, a história que se passa no filme Perseguição – A Estrada da Morte conta exatamente isso. Uma simples brincadeira se torna consequentemente um terrível pesadelo que faz com que os envolvidos se arrependam amargamente do que tinham feito. Esse filme foi lançado em 2001 dirigido por John Dajl e é estrelado por Paul Walker (1973-2013), Steve Zanh, Leelee Sobieski e Ted Levine.

Sinopse: Três jovens viajam do Colorado para Nova Jersey, e um deles acaba envolvendo um motorista de caminhão solitário em uma brincadeira. Ele decide se vingar do garoto da forma mais cruel possível, assim como de todas as pessoas que estiverem com ele.


Para quem aprecia um filme com um ótimo suspense e recheado de tensão, este filme é uma boa dica para se apreciar. Perseguição – A Estrada da Morte tem como título original Joy Ride e nos presenteia com um roteiro bem simples e muito bem executado, que cumpre sua premissa de uma maneira muito ágil. O elenco se sai bem, destaque para o já falecido Paul Walker. A direção toma o devido cuidado para não exagerar em algumas sequências e para não cair em deslizes bobos. Ao contrário disso, a narrativa toma um caminho muito interessante e faz com que o espectador se sinta como os personagens.

Paul Walker interpreta Lewis Thomas, que durante o inicio das férias de verão decide fazer uma viagem com a garota dos seus sonhos, Venna (Leelee Sobieski). Mas, seus planos sofrem alterações quando ele é obrigado a salvar Fuller (Steve Zanh), seu irmão mais velhor, que é conhecido por sempre causar problemas. Fuller compra um rádio velho e o usa para ouvir as conversas da polícia e se comunicar com outras pessoas que usam o mesmo rádio.


Uma das pessoas a quem eles fazem contato é um caminhoneiro solitário autodenominado “Parafuso”. Fuller decide passar um trote ao caminhoneiro fazendo-o acreditar que está falando com uma mulher carente e que queria se encontrar com ele, e após saber que foi enganado, o caminhoneiro decide se vingar deles, perseguindo-os na estrada deserta, o que inclusive acarreta complicações para Venna e sua amiga, fazendo com que os dois jovens fiquem encurralados tendo que enfrentar o enfurecido caminhoneiro.

Devo enfatizar que a abordagem em cima do vilão foi muito bem executada, durante o filme inteiro, nós não vemos o rosto do cara, apenas sua voz sinistra e seu caminhão intimidador. Nisso, eu considero que a direção opta por deixar sua presença com um ar misterioso e amedrontador. Claro que o filme tem seus clichês, mas esses não atrapalham em nada, muito pelo contrário, se junta com a tensão e o medo dos personagens de uma maneira agradável que irá, sem dúvida alguma, animar a plateia e fazê-la assistir até o final.


Perseguição – A Estrada da Morte é o primeiro filme de uma trilogia, que embora suas sequências sejam mais fracas em comparação ao clima de suspense e tensão que predomina neste aqui, eu recomendo que assistam aos filmes da trilogia, por que é um bom divertimento para quem aprecia filmes de suspense, o que é o meu caso. Enfim, Joy Ride agrada muito e mesmo que não seja um grande filme do gênero, repleto de reviravoltas, vale muito a pena assistir. Por isso, se você ainda não conhece, não perca tempo e assista! 

NOTA: 7,3/10

Veja o trailer no vídeo abaixo: 

Comentários