OS PÁSSAROS 2: O ATAQUE FINAL

 


Os Pássaros 2: O Ataque Final, é um filme de 1994 dirigido pela dupla Alan Smithee e Rick Rosenthal. No elenco temos os nomes de Brad Johnson e Chelsea Field, e uma pequena participação de Tippi Hedren, a protagonista do clássico Os Pássaros (1963), se trata de um telefilme, filmes produzidos para TV

Na história, o professor de biologia Ted Hocken (Brad Johnson) e sua esposa, Mary Hocken (Chelsea Field) chegam à Gull Island com suas duas filhas para passar as férias num local tranquilo e perto da praia após a morte de seu filho. Porém, são surpreendidos por uma série de pássaros das mais variadas espécies que começam a atacar a população da ilha. Na medida que os ataques vão se intensificando, Ted e um grupo de moradores tentam convencer o prefeito de que há algo de errado com as aves antes que a situação fuja do controle. 

Sem querer comparar, mas já comparando, esse filme é uma afronta ao clássico imortal de Alfred Hitchcock, por que nem sequer é uma continuidade, mesmo que Tippi Hedren faça uma pequena ponta, sua personagem é outra pessoa. O que podemos caracterizar este filme é que se trata de uma caça-níquel, apenas isso. Se aproveita do sucesso do primeiro para tentar se promover e gerar uma franquia. E falhou nesse sentido, por que parou por aí mesmo, não houve sequências nem nada. No entanto, se formos assistir sem fazer algum tipo de alusão ao clássico, o filme pode agradar. Se ignorarmos completamente a influência que o filme do Hitchcock teve sob esse filme, podemos sair no final sem ter que descer a mão nos realizadores. Ao contrário de Psicose (1960), que houve continuações, mas se pararmos para pensar, a história de Norman Bates poderia ser mais explorada numa franquia, e não é atoa que hoje existe até uma série sobre ele. 

Entretanto, em Os Pássaros se tratava de uma narrativa fechada, não dava qualquer indicio de continuidade. Esse foi o maior erro dos realizadores desse filme, por que se simplesmente fizessem essa história sem nomear uma sequência, talvez o resultado teria sido outro e talvez até gerado uma franquia, com apenas na inspiração da obra de Hitchcock. Apesar dos pontos fracos, o ataque de pássaros é bem feito, apesar de se tratar de um telefilme, atuações medianas e um roteiro cheio de cópias do filme dos anos 60. Pode agradar se você não pensar demais no primeiro filme, no entanto, pra mim é um filme completamente descartável. 

NOTA: 4,8/10

Comentários